Dá para viver como afiliado de produtos na internet?

Se preferir, pode assistir ao vídeo.

Esta é uma das perguntas mais realizada na internet, basta fazer uma pesquisa rápida que milhares de resultados serão apresentados.

Mas por que tanta gente pesquisa isso?

Simples, basta olhar os resultados e você verá que, talvez 90% do conteúdo apresentado seja mostrando ganhos de pessoas que estão trabalhando como afiliado, os títulos mais comuns são: “faça sua primeira venda em poucas horas”, “ganhe x mil por mês sem sair de casa”, “fulano ganha x mil como afiliado” e por aí vai. Logo a tentação de entrar em um mercado tão próspero acaba sendo inevitável.

Quem aqui não deseja trabalhar em casa e ganhar muito mais do que se estivesse em uma empresa? Com chefe cobrando por horários ou tarefas ou ainda tendo que se deslocar vários quilomêtros até chegar no trabalho e ao fim do mês receber um salário que mal dá para as contas básicas.

Mas a verdade é que este mercado não é tão simples assim, lógico que muita gente ganha dinheiro, faz disso seu negócio, mas eu preciso e quero deixar claro para você o que de fato é este mercado.

Então primeiro de tudo é que a grande maioria dos materiais que você encontra na internet falando sobre o mercado de afiliados é feito por produtores de conteúdo, que ganham quando você compra os cursos deles para aprender, logicamente isso faz parte de uma estratégia de vendas que você também poderá colocar em prática.

A grande questão que eu quero deixar claro é que para vender algo, muitas vezes são ditas as coisas boas, os bons resultados os ganhos etc. Mas nem todos estão preparados para encarar o que é ser um afiliado e às vezes não possui nem perfil para isso.

Bom, mas o que então é necessário para ser um afiliado e viver deste mercado?

Vamos por partes:

1º é preciso entender que afiliado não é uma pessoa que vai trabalhar em casa apenas postando coisas e esperar que as vendas aconteçam. Afiliado precisa estar ciente que é um empreendimento, ou seja, é a mesma coisa que você se formar em direito e abrir um escritório de advocacia, ou formou-se em contabilidade e abrir um escritório. 

Afiliado vai ser um empreendedor, precisa ter uma empresa e pensar como uma empresa, e como toda boa empresa é preciso ter estratégia bem definida, plano de ação bem definido e, principalmente, um bom fluxo de caixa para começar. 

O que precisa ficar claro é que as vendas podem acontecer sim, mas leva tempo, como citei acima, imagina você abrindo seu escritório, você acha mesmo que as pessoas irão contratá-lo logo nos primeiros dias? Você acha mesmo que vai fechar grandes contratos e viver tranquilamente. 

Ao menos que você seja filho, sobrinho, neto de alguém muito conhecido em sua cidade, a verdade é que vai levar algum tempo até você se tornar conhecido, passar confiança para as pessoas e conseguir seus primeiros clientes.

Logo, você acha que seria muito diferente no mercado de afiliados?

Claro que não posso menosprezar a velocidade e o poder da internet, já vi negócios surgirem e crescerem com uma velocidade exponencial, mas no geral demora algum tempo até você conseguir descobrir alguns caminhos para este sucesso.

2º você precisa entender como são formadas as vendas ou como gosto de dizer, qual a fórmula das vendas, veja abaixo:

A fórmula das vendas é a seguinte:

Vendas = Tráfego x Taxa de conversão x Ticket médio

Onde: 

– Tráfego: quantidade de pessoas que acessam sua página de vendas, seu site, seu perfil, etc. Aqui existem dois tipos, que são: o tráfego orgânico, onde as pessoas acessam naturalmente, seja por uma pesquisa ou direto pelo seu perfil e o tráfego pago, que o próprio nome diz é você pagar para alguém entrar em seu site ou página de vendas.

– Taxa de conversão: é o percentual de pessoas que visitaram sua página de vendas e compraram o produto/serviço que você estava oferecendo. Exemplo: sua página de vendas recebeu 100 visitas e você efetuou 10 vendas, logo, sua taxa de conversão é de 10%. Aqui não existe número mágico, pois depende da qualidade do tráfego que você manda para sua página e a qualidade da sua oferta, ou seja, se ela é persuasiva ou não.

– Ticket médio: é o valor médio gasto por cada cliente seu. Exemplo: se você se afiliou a um produto que custa R$200,00 e sua comissão é de 50% seu ticket médio é de R$100,00, pois é o que você vai ganhar por cada venda.

Simples, não é mesmo?

Mas vamos colocar isso em uma situação com alguns números. Digamos que você queira faturar, como viu em vídeo R$ 10.000,00 por mês. A sua taxa de conversão, levando em consideração uma média pelo que pesquiso na Internet é de 2%, claro que isso pode variar para cima ou para baixo e ai é que entra novamente a qualidade do tráfego que você está enviando para a página e a qualidade da sua oferta. E seu ticket médio seja de R$100,00.

Vamos fazer a conta reversa para entender quantas pessoas você deveria conseguir colocar como tráfego na sua página de vendas:

Se: vendas = tráfego x taxa de conversão x ticket médio

Temos: R$ 10.000,00 = Y x 2% x R$100,00

Isolamos o Y, fica  10.000 / 2% x 100

O resultado seria de 5.000 pessoas acessando a sua página de vendas.

E agora, você acha que este resultado de 5.000 acessos a sua página de vendas é simples? 

Eu diria que não é impossível, mas pode ter certeza absoluta que se você postar no Facebook, Instagram, Youtube etc. você não terá esta quantidade facilmente, ainda mais que as plataformas de mídias sociais a cada dia que passa dificultam ainda mais o alcance, pois elas querem que você pague para ter alcance, simples assim!

Mas e se eu pagar para anunciar, fica mais fácil alcançar este número, certo?

Em tese sim, o que acontece é que não é simplesmente impulsionar um post que você vai conseguir ter este número, pois lembra que eu disse sobre qualidade do tráfego? Isso que dizer que você precisa direcionar muito bem seus anúncios para atingir o público correto e que estaria interessado em sua oferta. Não adianta oferecer um creme antirrugas para um homem de 18 anos, muito provavelmente, ele não comprará.

Além disso, para anunciar é preciso ter dinheiro, ou seja, não é simplesmente sentar no computador postar e vender, é preciso investir, acompanhar o investimento e fazer os ajustes necessários até conseguir atingir o seu público certo.

Por isso, digo e repito, o mercado de afiliados é bom e pode dar dinheiro, mas precisa ser encarado com profissionalismo e dedicação, caso contrário você só estará jogando dinheiro fora, seja com cursos ou anúncios que não lhe tragam retorno.

Espero de verdade, com este texto, não desanimar ninguém, muito pelo contrário, espero apenas que você ao decidir entrar neste jogo entre ciente do que vai encontrar pela frente! 

Sucesso a você e boas vendas!


Leave a Reply

Your email address will not be published.